logo


por
isaac prozac


ela é branca, usa um capuz preto e carrega uma foice de cabo vermelho
tudo sobre a morte de mauricio de sousa!

Os tarólogos não vêem a morte como fim, mas um período de transformações. Como é difícil para crianças entenderem significados ocultos em cartas com figuras de homens enforcados pelos pés e sem pontos de ataque e defesa, aprender a lidar com a morte é sempre uma experiência traumática.
Por volta dos onze anos, acreditava que todo corpo teria tantas vidas quanto o aviãozinho pixelado de river raid - além de achar que em algum lugar a gente deveria ter um botão de atirar. E nessa época já sabia que não era o umbigo.
Eu já tinha aprendido na escola, nas aulas de ciências e saúde, que um corpo sem vida era frio e duro como o portfólio de logotipos da cauduro/martino, mas a morte para mim ainda era um conceito abstrato pois nunca havia perdido ninguém próximo (a não ser a chata da minha irmã, no playcenter - mas isso não era morte, infelizmente). Um dia, porém, senti o baque da perda e desconfiei que não adiantaria procurar nos achados e perdidos.
Era o terceiro dia de setembro - aquele dia eu sempre vou lembrar, sim eu vou - porque aquele foi o dia que minha avó morreu. De uma hora para a outra, vovó não estava mais entre nós - e em todos os sentidos, pois minha maior lembrança da velhinha era da mesma enroscada em nós de lã, pois não sabia fazer tricô muito bem. Diga-se de passagem, isso explica porque eu era o único garoto da quinta série que usava suéteres com mangas assimétricas e porque por um bom tempo acreditei que meu braço esquerdo estava encolhendo.
Mamãe então me explicou que vovó deixara a companhia de seus entes queridos para nos vigiar do alto - algo que ela já havia feito em vida, quando pegou a escada para ver pelo vitrô porque meu primo demorava tanto tempo no banheiro. Em seguida, colocou bambi no betamax para que eu assistisse várias e várias vezes a morte da mãe do veadinho e entendesse que mães, assim como yakults, não duram para sempre - e que por isso eu deveria aprender a estender os lençóis da cama e fazer meu próprio almoço. Mamãe sempre sabia extrair a verdadeira moral dos filmes.
Dias depois, quando finalmente parei de chorar, aquilo tudo fazia sentido.
E enfim pude superar a morte de meus kikos marinhos.


link you!
tarot
judaísmo
catolicismo
evangelismo
kikos marinhos
(Isaac prozac tornou-se voluntário do instituto cantora kátia para cegos e nunca mais foi visto.)


também nesta edição:

sociedade protetora dos animais processa dona chica por omissão de socorro!

palmirinha descobre que dako é bom!

o mundo não é chato mas o caetano é!

cenógrafos de novelas obrigam sofás a fazer teste do sofá!

supermodels lançam programa come zero!

jesus dá a outra face mas depois dá porrada!


topo da página

menu principal, por favor